segunda-feira, 14 de maio de 2012

VÍCIOS

Imagem: Google
"Toda forma de vício é ruim, não importa que seja droga, álcool ou idealismo."

Carl Gustav Jung

Minha intenção não é impor meu ponto de vista e nem dar lição de moral mas manifestar o que realmente penso a respeito de qualquer tipo de vício pois cada um é livre para fazer o que quiser da sua vida, (inclusive destruí-la se quiser no qual o vício a leva), é o livre arbítrio, mas na minha opinião quem cultiva vícios como beber, fumar, usar drogas, estar em relacionamentos doentios ou seja lá qual for o tipo de vício não passa de uma pessoa fraca que não consegue enfrentar situações com coragem e força e precisam se apoiar em subterfúgios, acho muito triste a escravidão que qualquer vício leva, pois a liberdade é um bem precioso, e só é verdadeiramente livre quem não precisa de artificialismo para viver. Uma vida saudável é muito mais feliz, alegre e vibrante.

HEROES - DAVID BOWIE

8 comentários:

  1. Oi Bia! Muito boa a sua reflexão! Amei! Com certeza os vícios destroem, tudo o que é em excesso com certeza não pode nos fazer bem. Percebo que nos dias de hoje tantas coisas vem à mente da gente tentando nos fazer pensar que agente nunca é bom o suficiente, nos cobramos demais, nos espelhamos demais em pessoas e pensamentos que não tem nada a ver com a nossa verdadeira identidade só por conveniência. Não tem algo mais precioso na vida do que saber quem agente é de verdade, ter um pensamento livre, forte e saudável, saber por que se está lutando, imagina passar a vida toda vivendo só por viver, sem um objetivo, sem um ideal, isso é muito triste, as pessoas que possuem esses vícios acham que podem preencher o vazio de suas vidas com eles, mas isso é uma ilusão, a vida é pra quem tem pé no chão e olhar dinâmico, que vê além das circunstâncias, enxerga nos problemas soluções e nas dificuldades oportunidades de crescimento. Não fica "viajando na maionese", mas é simples, objetivo, cultiva hábitos que fazem bem a si mesmo e aos outros, coloca em prática o discurso bonito que fala, enfim, sabe que não é bebendo, usando drogas ou participando de ideais ilusionistas que sua vida irá mudar. Assim como não vive preso a pessoas, relacionamentos que não o fazem bem, minha mãe sempre falou pra mim, desde pequena, as más companhias estragam os bons costumes, escolha bem os seus amigos, quem você quiser ter ao seu lado! Acho que o pior dos vícios é não conseguir se libertar de um relacionamento doentio! Bjo Bia, ÓTIMA SEMANA PRA VC!
    PS: friozinho néh amiga?! Aix que temos que tirar os estoques de cachecóis e blusas dos armários, kkkkkkk!!! Bjoooo!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Bia!
    Acredito que os vícios demonstram onde a personalidade de cada um é mais fraca, onde os limites são desconhecidos e o quanto a vida é vazia dependendo de alguns prazeres efêmeros para encontrar nela algum sentido.

    Tenha uma semana de paz e alegria!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Bia, é muito triste quando uma pessoa tem um vicio , principalmente drogas e bebida e não consegue se libertar.
    Nada com ser livre mesmo e ser feliz naturalmente.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Bia
    Linda e oportuna postagem.
    Vício não é sinônimo de liberdade.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Para mim o vício é apenas uma das inércias que tendem a estagnar o homem. O que nos mexe é que ele é o mais corrosivo de todos, mas de certa forma, é impossível acabar com ele.
    http://nossa-caixa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá Bia,

    muito legal a sua reflexao.
    Eu acho que todo mundo tem algum tipo de vício, porque o ser humano tende a repetir um padrao comportamental formado ao longo da vida.
    O que importa é no que a pessoa se vicia e o quanto ela permite que esse vicio se estenda. Alguem que é viciado em chocolate por comer um pedacinho todos os dias, é uma pessoa que consegue manter seus vícios sob controle.
    Os vicios como cigarro e bebida sao vicios terriveis porque prejudicam diretamente a vida do individuo. Mas eles podem ser substituidos por outros vicios, que nao venham a danificar tanto.
    O mais importante é que a pessoa desenvolva bem seu dominio proprio e controle os seus vicios, porque ja dizia minha mae: tudo o que é demais, faz mal.

    bjsss

    ResponderExcluir